• EDUCAÇÃO EMOCIONAL

Relações entre habilidades socioemocionais e inovação para alguns licenciandos em ciências biológica

Márcia Cristina Rocha Paranhos


O conceito de Habilidades Socioemocionais (HSE) se trata de como o indivíduo consegue refletir sobre suas emoções quando precisa tomar decisões intrapessoais e interpessoais. É, portanto, a capacidade reflexiva de lidar com as emoções e potencializar características ímpares de si nas relações com o outro. No campo educacional, tais habilidades são construídas por uma complexa rede de conhecimentos e comportamentos relacionados ao sucesso ou ao fracasso de um empreendimento, quCiênciae visa inovar pedagogicamente. Nesse sentido, propomos compreender as relações entre inovação e HSE a partir das falas de alguns graduandos de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Sergipe. O trabalho está organizado em duas fases: na primeira, exploratória, foram identificados alguns casos episódicos, observados em um minicurso que tratava da questão das HSE, do qual participaram alguns alunos dessa licenciatura; em um segundo momento, foram realizadas cinco entrevistas semiestruturadas, gravadas, transcritas e analisadas em três momentos. No primeiro, a partir de cinco categorias estabelecidas à priori, equivalentes aos domínios de personalidade, a saber: 1) abertura a novas experiências, 2) Consciência, 3) Extroversão, 4) Cooperatividade e 5) Estabilidade Emocional. No segundo momento, criamos cinco categorias a posteriori: 1) Inovação: oposição entre conservadorismo e aberturas a mudanças; 2) Inovação como proposta de metodologia escolar; 3) Inovação como proposta de organização de gestão e 4) Inovação como proposta de alteração curricular. Por fim, no terceiro e último momento, buscamos comparar se alunos com determinados indicadores para determinadas HSE, apresentavam que tipo de concepções sobre inovação. Dentre os resultados encontrados, percebemos que durante o minicurso, os discentes expressaram suas HSE ainda que timidamente, uma vez que apresentaram dificuldades em falar de características próprias, internalizando suas emoções. No que se refere às análises das entrevistas, percebemos que a categoria Consciência, conteve maior frequência dos discursos apresentados em relação às outras categorias. Isso remete, portanto, à compreensão de que para os entrevistados, o desenvolvimento de habilidades como responsabilidade, disciplina e organização seria o propulsor do desempenho acadêmico (in) satisfatório, dentro do que é requerido como habilidade técnica, pelo currículo, aos futuros licenciandos. Quando nos referimos às análises das categorias de inovação, percebemos que os discursos estão associados a práticas e metodologias inovadoras, uma vez que foram apresentados com maior frequência na categoria Inovação como metodologia escolar. Ao buscarmos as relações entre as categorias de HSE e inovação, compreendemos que a categoria Consciência se relaciona as inovações metodológicas, já a falta de cooperatividade tende a se relacionar com as barreiras que inibem as inovações. Ao pensarmos na análise por sujeitos, compreendemos que os indivíduos mais equilibrados socioemocionalmente tendem a contribuir em todas as categorias de inovação. Os indivíduos mais cooperativos inovam metodologicamente, enquanto os não abertos a novas experiências e os que mais contribuíram na categoria estabilidade emocional, tendem a encontrar barreiras para que as inovações aconteçam. Trabalho original publicado em Biblioteca Digital de Teses e Dissertações Link: http://bdtd.ibict.br/vufind/Record/UFS-2_c18e103404f7f3a1956fd8edcbed4cf4

3 visualizações

ASSINE NOSSA NEWSLETTER !

Redes Sociais:

  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Facebook - Black Circle

Apoio:

logo redec.png
logo formacao humana.png
hubeducat logo 1.png
6.png
logo UFP.png
LOGO 1 cópia.png